domingo, 18 de fevereiro de 2018

#17Desafio Livrada!2018 um livro de história:Les empires nômades, Gérard Chaliand


Sabe as grandes imigrações,as ondas de pessoas transitando entre culturas diferentes?Isto é que fez o mundo.Foram processos pacíficos? Não.E estes do fim da Antigüidade até fim da Idade Média muito me interessam,ecoam pela Europa e Ásia ainda hoje.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

#16 Um livro puxa o outro:Hibisco Roxo,Chimamanda Ngozi Adichie


Este livro literalmente é como se fosse uma "continuação" do Mundo se despedaça.Incrível!Os personagens parecem viver uma provável seqüência do que foi narrado no outro livro.É como se fosse uma geração depois,uma parte já bem "colonizada" convivendo com outra,que mantém-se o mais próximo possível da cultura tradicional nigeriana.Não fluiria tão bem se não tivesse lido o Chinua Achebe primeiro,numa sentada já li 30% do livro.Leituras complementares,sem dúvida.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

#15 Desafio Livrada !2018,um livro sobre um país do qual não se sabe nada : O Mundo se Despedaça,Chinua Achebe(Nigéria)

Resultado de imagem


De cara,para esta categoria ,eu iria ler a Chimamanda,tenho o Hibisco Roxo me esperando no Kindle,e como dela só li o manifesto Sejamos todos feministas,estava curiosa.Mas daí,ouvi falar deste livro que é um dos principais da literatura da Nigéria  e fiquei mais curiosa ainda.Foi publicado em 1958(60 anos já!) e consta do 1001 livros pra ler antes de morrer.Comprei o e-book(caro,29,50,este não foi nada das pechinchas que costumo aproveitar),mas valeu!Leitura interessantíssima,não dá vontade de largar o livro.
Este escritor,apesar de falar na cultura tribal de um dos povos da Nigéria,escreveu em inglês e este volume é o primeiro de uma trilogia que mostra o que a colonização fez com o país e sua cultura.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

#13 #14 Um livro puxa o outro - O capote e outras histórias,O inspetor geral,Nikolai Gógol




Resultado de imagem para livro o capote gógol






Adoro quando uma leitura puxa a outra e ,desta vez,não é só no sentido figurado.No Gente Pobre, Dostoievski cita  e coloca seu personagem numa polêmica em relação ao personagem de O Capote de Gógol.A forma como os funcionários e as pessoas "simples" são retratadas em ambos é diferente,segundo o posfácio da tradutora e especialista em literatura russa,mas tem uma certa completude e colocam essas pessoas em papéis centrais das tramas.
Agora que já li O Dostô,quero ler o Gógol e sorte que já o tenho em casa.Dele tenho também(relíquia de anos atrás)uma ediçãozinha do Inspetor Geral,da Ediouro(tradução de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri!).Acho que vou colocar na roda e reler,pra aproveitar o pique.
Resultado de imagem para o inspetor geral ediouro


Há mais um conto citado,O chefe da Estação,do Pushkin,mas esse eu ainda tenho que procurar para "completar" a leitura.Tenho dele só o Pequenas Tragédias e A noite egípcia e outros contos,mas o texto que eu quero está no Contos de Belkin e eu não vou comprar livros por enquanto,e preciso ler os que tenho pra ver se gosto ,primeiro.Se bem que em se tratando dos russos,sempre gosto.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

#12 #dostôseulindo #dostoievskiemordemcronologica - canal Lido lendo - Gente Pobre


A Isa do Lido lendo começou um projeto de leitura pra acompanhar as obras do Dostoiévski em ordem cronológica de publicação.No canal tem vídeo explicando tudo direitinho,a lista dos livros,cronograma,etc.
Este livro que é o primeiro eu já tinha, alguns outros consegui em e-book,em francês, grátis,na Amazon.
Tenho intenção de acompanhar na medida em que não precise comprar livros, então não sei se farei o projeto inteiro.E como eu li Os Irmãos Karamazov em e-book,acho que conseguirei ler os outros também.



UPDATE:
O link para o vídeo da Isa é este:
https://www.youtube.com/watch?v=IMfgLhi0mi4


E a lista com os livros:
- Gente Pobre - O Duplo - A Senhoria - Noites Brancas - Niétotchka Niezvânova - Um Pequeno Herói - Dois Sonhos (Titio e Sonhos Petesburgo) - A Aldeia de Stepántchikovo

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

#11 Desafio Livrada!2018:um livro de poesia brasileira contemporânea - É agora como nunca,Antologia Incompleta da Poesia Contemporânea Brasileira

Resultado de imagem

Bem,de princípio eu ia roubar nesta categoria e ler ou o Leminski,o Manoel de Barros ou o Gullar,que são os poetas brasileiros que restaram por aqui.Já tive o João Cabral de Mello Neto,o Drummond e o Bandeira,ficaram pelo caminho.
Mas como estou fazendo o desafio direitinho este ano,comecei a procurar e estava difícil.Muita coisa é meio "manisfesto"(político,sexual,social e por aí) e nada estava me interessando - vi as escolhas das outras pessoas que postaram na página do grupo no Facebook.
Daí,xeretando na Amazon apareceu este que foi escolhido exatamente porque o título é exatamente o que a categoria pede.

Não sou uma leitora de poesia ,quando jovem me interessava mais,agora não tanto e este "contemporânea" então,mais me afasta do que atrai,mas desafio é desafio.Este livro vai ficar por perto para que eu o leia bem aos poucos,alguma coisa deve agradar,não sei se todos os poetas ,mas alguns,eu espero.

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

#10 Desafio Livrada!2018 livro contemporâneo a si mesmo: Tempos Difíceis, Charles Dickens


Deu pra ver que peguei firme no Desafio Livrada!,né?Estou gostando de movimentar livros parados nas estantes e estou fazendo o possível pra seguir todas as categorias pedidas.É um jeito de começar meu "ano literário" bem,variando as leituras.


O livro da vez é este Dickens, do qual nunca ouvi falar,diferente dos outros que tenho e li eras atrás(David Copperfield,Grandes Esperanças,Oliver Twist,Um conto de duas cidades,A voz dos sinos,As aventuras do Senhor Pickwick ),mais famosos, e como sobreviveram aos expurgos,acho que talvez serão lidos,só deus sabe quando.


Este começa  com uma criança em situação difícil,adultos pouco confiáveis,numa cidade não conhecida - mas que talvez represente qualquer cidade inglesa  industrializada dos meados do séc XIX - e que segundo uma nota ,representa um ponto de virada na escrita do autor.Não tem aquele "climão" dos outros livros que tem crianças como personagem principal e a história ainda não deslanchou,veremos.

UPDATE(01-02)
Não,não é nenhuma criança em dificuldades o personagem principal deste livro,ele é mais sobre a relação entre as pessoas e a situação complicada entre elas.É de leitura fácil,mas não é uma história épica/heróica.Sim,fala das diferenças sociais,personagens em situação de exploração,personagens reacionários.Nenhum muito cativante.Ainda não sei onde a trama vai me levar.


UPDATE(02-02)
E terminou com finais "adequados" a cada tipo apresentado.Bons recompensados ou com final edificante e os "maus" sofrendo a conseqüência de seus atos.Crítica social meio alegórica,como o enredo,mas presente.





segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

#9 Desafio LIvrada!2018 livro experimental - Retrato do Artista quando jovem,James Joyce

O critério "experimental " é vasto - dependendo da época em que foi publicado um livro pode sim ser encaixado nele e acho que este é o caso.Publicado em 1906(101 anos,já) foi considerado um marco do modernismo.
A leitura é difícil?Não,sentei e li umas 70 páginas logo de cara.Bom pra perder o medo do Joyce.OK,não estamos falando do Ulysses,mas este autor é sempre colocado como um marco nas inovações da escrita,então,bora ler.
Pessoa você entende as "questões estéticas" desta escrita?!?Não tenho essa intenção,quero ler e me envolver com o enredo e não ficar em discussões teóricas  que não me interessam nada.Mas e as tais "camadas" da leitura.Pois bem,fico com as que alcanço,o resto,não importa.



UPDATE(26-01)

Pois é,estava tudo muito bom,tudo muito bem,daí que começa a se falar de religião ,de uma fase carola do personagem e de como ele não teve vocação religiosa apesar de tudo.Chato até!Mais eu vou lendo,bem mais devagar agora e lembrando que o Dédalus é um irlandês dos começos do século XX,então seu conflito religioso não é descabido(se o Bono pode ser meio muito carola hoje em dia o que dirá um adolescente anos atrás?!?!).Mas que está chato,está muito chato.

UPDATE (28-01)
Terminei ontem,a leitura fluiu melhor,mas não me envolvi com os dilemas do personagem.Depois da questão religiosa vieram as de filosofia estética,passei meio batido.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

#8 Desafio Livrada!2018 livro com ilustrações: Frankenstein ,Mary Shelley

Conheço mais ou menos o tema também pelos filmes,e agora vou ler nesta edição super caprichada que vem com textos extra ,muitas ilustrações e outros contos sobre o mesmo "tema".Nunca tive muita curiosidade acerca do personagem porque não tinha me ligado que o principal  do Frankenstein ,é  o "criador" e não só  a criatura.Assistindo ao Penny Dreadful meu interesse cresceu pois ,mesmo misturando vários personagens desta literatura de ficção científica/terror/fantasia,renova um pouco a ambientação.Quero ver se o texto inicial/original consegue ser tão atrativo quanto.



UPDATE:
E sim,201 anos depois de publicado ainda é um texto que prende,envelheceu bem.

domingo, 14 de janeiro de 2018

#7 Desafio Livrada!2018:um livro escrito em primeira pessoa - O Sol é para todos, Harper Lee

Conheço o filme da década de 50 com o Gregory Peck, história triste, pesada.Agora quero ler ,mesmo conhecendo o enredo,a leitura sempre acrescenta.


UPDATE:

Que livro gostoso de ler,escrita direta,fluída.Sensível,daqueles de dar um quentinho no coração.Ótima leitura.